28 de nov de 2011

10º Dia Especial de Hopi Hari acontece amanhã

O parque estará aberto exclusivamente para portadores de necessidades especiais; cerca de 10 mil visitantes são esperados. 

O Hopi Hari realiza amanhã, dia 29 de novembro, o seu 10º Dia Especial, data em que o parque abre exclusivamente para entidades que atendem a pessoas portadoras de necessidades especiais e previamente cadastradas para o evento. Neste dia, são esperadas cerca de 10 mil pessoas. Todos os participantes receberão passaporte e lanche gratuitamente. Participam desta edição do Dia Especial 94 instituições de 46 cidades paulistas.

Os padrinhos do 10º Dia Especial de Hopi Hari são a atriz Bianca Rinaldi, o senador Lindbergh Farias e a deputada estadual Célia Leão. O mascote do evento é o personagem Luca, menino cadeirante criado por Maurício de Sousa para a Turma da Mônica.

“Nosso maior objetivo é promover e celebrar a inclusão social. O parque quer fazer a sua parte e trabalha para aprimorar, a cada dia, a acessibilidade deste público em suas atrações”, afirmou Armando Pereira Filho, presidente do Hopi Hari.

Desde o ano passado, o Dia Especial integra o Dia Nacional da Pessoa com Deficiência em Parques e Atrações Turísticas. O evento, que está em sua segunda edição neste ano, é realizado pelo Sindepat (Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas) e Adibra (Associação Brasileira das Empresas de Parques de Diversão do Brasil). Em 2009, o Hopi Hari foi sede do lançamento oficial do DNPD.

Acessibilidade       

A acessibilidade de suas 59 atrações é uma preocupação constante do Hopi Hari. Desde 2001, o parque mantém o Código Azul, desenvolvido com o objetivo de oferecer um serviço de qualidade e com toda segurança às pessoas com deficiência. Para implantar o projeto, foi criada a Equipe Código Azul, que recebe treinamento específico para garantir atendimento diferenciado a esse grupo de visitantes.

Logo na entrada do Hopi Hari, a pessoa com deficiência (permanente ou temporária) é recebida por um colaborador do parque, que elabora um mapeamento personalizado das atrações indicadas para cada necessidade. Esse mapeamento leva em consideração diversos aspectos, como uso de medicação, movimento e coordenação, se há acompanhante ou não, entre outros fatores. O Programa Código Azul também é indicado para gestantes, idosos e pessoas recém-operadas ou com fraturas, como por exemplo, um braço engessado.

O parque conta, ainda, com serviço de locação de cadeiras de rodas motorizadas, oferece rampas de acesso para suas atrações e assentos preferenciais em seus teatros e restaurantes. Os colaboradores do parque também passam por treinamentos periódicos com o objetivo de oferecer serviço de qualidade e prestar os primeiros socorros, caso necessário. O parque possui mapa em braile, disponível no SAV (serviço de Atendimento ao Visitante), além das placas das atrações também em braile.

O Hopi Hari também mantém pessoas com deficiência em seu quadro de funcionários e abre, constantemente, novas vagas para candidatos com esse perfil.

Padrinhos

Bianca Rinaldi - A atriz Bianca Rinaldi tem 37 anos, é casada com o Eduardo Menga e mãe das gêmeas Beatriz e Sofia, de dois anos. Preside o Instituto “Eu Quero Viver”, fundado por ela, cujo objetivo oferecer suporte às famílias e portadores da Mucopolissacaridose (MPS), uma enfermidade genética, rara e progressiva. Bianca Começou sua carreira na televisão aos 15 anos como Paquita no Xou da Xuxa. Aos 19 anos decidiu estudar arte da interpretação, iniciando assim, seus trabalhos na TV e Teatro. Fez novelas na Rede Globo e SBT e hoje é atriz da Rede Record.

Lindbergh Farias - O senador Lindberg Farias tem 41 anos, é casado com Maria Antonia e pai de dois filhos – Luiz, de 15 anos e Beatriz, de um, portadora de Síndrome de Down. É presidente da Subcomissão Permanente de Assuntos Sociais das Pessoas com Deficiência no Senado, cujo principal objetivo é a regulamentação da convenção da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. Antes de ser senador, cargo para o qual foi ele eleito em 2010, foi presidente da UNE, duas vezes deputado federal e prefeito de Nova Iguaçu (RJ) por dois mandatos.

Célia Leão – A deputada estadual Célia Leão nasceu em São Paulo, em 1955, é mãe de três filhos e advogada. Em 1974, ela sofreu um acidente de automóvel e ficou paraplégica. Depois do fato, ela passou a militar ativamente nos movimentos pelos direitos das pessoas com deficiência. Foi presidente por quatro vezes, três delas consecutivas, da Comissão de Promoção Social da Assembleia Legislativa de São Paulo. Atualmente é coordenadora da Frente Parlamentar de Turismo e Corregedora da Assembleia Legislativa de São Paulo.

Serviço:
10º Dia Especial de Hopi Hari
Quando: 29 de novembro
Horário: 9h30 às 17h30

Fonte: Divulgação

Um comentário:

Marcelo Nogueira disse...

Preço baixo Notebook Magazine Vendarapido.
Preço baixo Brinquedos Magazine Vendarapido.

https://www.magazinevoce.com.br/magazinevendarapido/