3 de abr de 2012

A história de Buda torna-se mangá voltado para jovens

O primeiro título lançado pela Editora Satry, escrito por Hisashi Ohta, narra a biografia do fundador do budismo através dos quadrinhos japoneses.

Voltado para um público jovem e sem cunho religioso, o mangá mostra a jornada do príncipe Sidarta Gautama, que nasceu há 2,6 mil anos na fronteira entre a Índia e o Nepal. O herdeiro do reino de Kapilavastu tinha tudo o que um homem podia desejar: poder, dinheiro, prestígio, família.

Mesmo com todo luxo, Sidarta sentia-se infeliz. Apesar da superproteção do pai, que o cercava de mimos, saiu pelos arredores do palácio, onde testemunhou cenas de sofrimento que são inevitáveis a qualquer um: doença, velhice e morte. O príncipe decide então abandonar a vida de conforto em busca de respostas sobre o sentido da vida.

Os quadrinhos mostram o longo caminho que o príncipe percorreu até alcançar a iluminação, onde Sidarta Gautama tornou-se Buda. Sua doutrina ficou conhecida como budismo, que tem mais de 400 milhões de seguidores no mundo, dos quais cerca de 500 mil no Brasil.


Como uma fonte de inspiração, a história do príncipe Sidarta traz questionamentos e anseios que ainda hoje são atuais.

Ficha técnicaTítulo: A história de Buda em mangá (243 páginas, R$ 21)
Autor: Hisashi Ohta
Editora: Satry
Isbn: 978-85-65166-00-3





Divulgação

Nenhum comentário: