28 de jun de 2011

A Casa Amarela relembra Van Gogh no Tucarena

Com direção de Marcia Abujamra, o texto é uma reflexão sobre o sonho de Vincent van Gogh de fundar uma comunidade de artistas onde todos pudessem pintar, trocar idéias e informações, compartilhar técnicas e desejos, e tambem dividir despesas. Um lugar onde diferentes artistas vivessem. Um lugar para muitos pinceis trabalharem incessantemente como armas claras de traços originais e testemunho vivo da necessária mudança dos tempos. Criadores que, juntos, seriam capazes de inaugurar um momento de renovação do olhar do homem. Um sonho revolucionário.

Em Arles, no sul da França, essa casa foi inaugurada por Vincent van Gogh e recebeu apenas um companheiro de trabalho: Paul Gauguin. Naquela época (1888) dois artistas ainda desconhecidos, dois criadores de temperamento igualmente fortes e que viveram uma das mais polemicas e tumultuadas relações da história da pintura moderna. Emile Bernard também participou desse projeto, embora à distancia, e outros ainda fizeram parte desse pensamento colaborativo, embora nem soubessem (dos mais jovens, Seurat, Signac, Henri de Toulouse-Lautrec, Charles Laval, aos mais velhos, Monet, Renoir, Pissarro) pois discutiam constantemente e trocavam olhares como fortes pedreiros da arte que punham tijolos amarelos na construção de um castelo ou de uma fortaleza.

Exatamente como foram aquelas paredes d’ A Casa Amarela nos meses de setembro a dezembro de 1888. Útero, casa de tijolos, janelas abertas pra o mundo.

FICHA TÉCNICA
Texto: Gero Camilo
Direção: Marcia Abujamra
Cenário: Karina Ades
Figurinos: Paula Cohen
Iluminação: Karine Spuri
Preparação corporal: Cristiano Karnas
Trilha: Eugenio La Salvia e Rubi
Fotos: Cisco Vasques
Arte gráfica: Sato
Direção de produção: Diego Chilio e Helena Weyne
Assessoria de imprensa: Tuca Notarnicola
Realização: Macaúba Produções Artísticas

SERVIÇO

Reestreia
15 de julho de 2011.
Temporada
De 18/07 até 28/08
Dias e horários
Sextas e Sábados às 21h e Domingos 19h30.
Onde: Tucarena – PUC-SP: Rua Monte Alegre, 1024 – Perdizes
(Entrada pela Rua Bartira)
Lotação
300 lugares
Duração
70 min.
Indicação etária
12 anos
Ingressos: Sexta-feira e Domingo R$ 40,00 e Sábado R$ 50,00  (Desconto de 50% para Estudantes, Maiores de 60 anos, Aposentados)
Preço especial PUC-SP: R$ 10,00 (Para estudantes, professores e funcionários da PUC sob comprovação)
Acesso para pessoas com deficiência.
Vendas
Pela Internet: http://www/. http://www.ingressorapido.com.br/ ou Central de Vendas: (11) 4003-1212 (aceita todos os cartões de crédito)
Horários de funcionamento da bilheteria
De terça-feira à domingo das 14h00 às 20h00.
Formas de Pagamento:Amex, Aura, Diners, Dinheiro, Hipercard,
Mastercard, Redeshop, Visa e Visa Electron.
Estacionamento conveniado
Riti Estacionamentos - Rua Monte Alegre, 835 - R$10,00 – 11 3167-7111

Nenhum comentário: